Metro deu por concluída a 1.ª fase do processo de desinfeção das estações e carruagens, garantindo, assim, uma maior proteção e segurança a trabalhadores e clientes.

Esta ação teve como objetivo a redução de risco de contaminação e contágio do COVID-19, através da aplicação do produto Microbe Shield Z-71 da marca Zoono.

A aplicação desse produto foi efetuada em toda a frota e estações, com especial incidência nos locais de contacto dos passageiros. Estão previstas realizar mais cinco ações de desinfeção deste tipo, à cadência de uma por mês, já que o produto aplicado tem uma ação duradoura e prolongada, mantendo-se ativo o efeito biocida até 30 dias.

Nos comboios o desinfetante foi aplicado nas cabines de condução do maquinista e nos salões de passageiros, nomeadamente nos bancos, varões, pegas, vidros e outras superfícies. Nas estações, foi aplicado nos corrimãos das escadas fixas e mecânicas, mobiliário de estação, máquinas automáticas de venda de títulos, cabines e postos de venda, elevadores e outras instalações.

O produto Microbe Shield Z-71 é uma nova e disruptiva tecnologia de desinfeção física, inócua para os humanos e animais mas mortal para uma ampla variedade de bactérias, fungos, leveduras e vírus, nomeadamente o coronavírus que causa a COVID-19.
O produto foi testado segundo a norma europeia EN14476 para várias estirpes de coronavírus e outros (foi testado contra mais de 100 agentes patogénicos, nomeadamente o Coronavirius COVID-19, MRSA, E. Coli, H1N1, Norovirus, Salmonella, MERS, Vírus da Peste Suína Africana e Vírus H9N2), tendo revelado uma eficácia superior a 99,99% ao fim de 5 minutos.

A limpeza de rotina não interfere com a sua ação, que será reforçada semanalmente com o mesmo produto, mas através de aplicação manual, nas superfícies mais críticas.