• Decrease
  • Increase

Anjos

Ficha Técnica

 

Horário | 2 átrios

Abertura do átrio Sul: 06h30

Fecho do átrio Sul: 01h00

Abertura do átrio Norte: Encerrado

Fecho do átrio Norte: Encerrado

 

Rede de vendas

– Máquinas de venda automática

 

Acessibilidade

A estação dispõe de escadas rolantes (átrio norte).

Pode consultar a operacionalidade dos equipamentos através do telefone: 21 3500115 ou do email atendimento@metrolisboa.pt

Dados técnicos

Localização

Linha Verde

Av. Almirante Reis, cruzamento com a R. de Angola.

 

Inauguração

28 de setembro de 1966

Projeto Arquitetónico: Dinis Gomes

Intervenções plásticas: Maria Keil

 

Ampliação

Átrio Norte | 15 de novembro de 1982

Projeto Arquitetónico: Sanchez Jorge

Intervenções plásticas: Rogério Ribeiro

Pontos de interesse

Academia Militar

Escola Secundária Dona Luísa Gusmão

Escola Secundária dos Anjos

GNR – Regimento Infantaria

Igreja Evangélica

Igreja Jesus dos Perdidos

Igreja Nossa Senhora dos Anjos

Junta de Freguesia de S. Jorge de Arroios

Arte na Estação

A estação Anjos abriu ao público em 1966 englobada na 3ª fase da construção do 1º escalão da rede, que decorreu entre 1963 e 1966. Em termos arquitetónicos e artísticos seguiu as diretrizes globais aplicadas a esse empreendimento, o responsável pelo projeto arquitetónico foi o Arq.º Dinis Gomes e a autora do revestimento em azulejos foi a pintora Maria Keil.

Este revestimento azulejar, conjuntamente com o revestimento da estação Restauradores, constituem os únicos casos onde a autora incluiu elementos figurativos afastando-se um pouco da orientação que lhe tinha sido dada pelo Conselho de Administração. Com efeito, o padrão utilizado inclui um motivo, onde se “…reviveram as barras que decoram os prédios do princípio do século.”, nas palavras da autora.

Ler mais

Esta composição conjuga dois tipos de citações estilísticas completamente opostas. De um motivo abstrato e contemporâneo, que constitui o padrão básico de fundo, surgem inesperadamente barras de influência “Arte Nova” e, tal como já anteriormente tinha acontecido em Restauradores, existe aqui uma clara inspiração de teor historicista.

Em 1982 a estação foi ampliada, tendo sido aberto um novo átrio do lado Norte. O projeto de arquitetura esteve a cargo do Arq.º Sanchez Jorge e Rogério Ribeiro foi o artista convidado para criar os revestimentos, tendo optado por seguir uma orientação para a sua conceção plástica resultante da utilização do padrão básico que enquadra e serve de fundo às barras Arte Nova, do átrio Sul de Maria Keil. A partir do módulo base, contituido por um círculo marcado a branco sobre fundo a dois tons de azul, Rogério Ribeiro compôs uma construção totalmente diversa e inovadora.

Maria Keil e Rogério Ribeiro encontram-se assim, mais uma vez, no mesmo projecto, ainda que com intervenções distintas. Estes dois artistas haviam já colaborado quando da construção das estações do 1º escalão da rede. Rogério Ribeiro, por sugestão de Maria Keil, foi então encarregado dos revestimentos em azulejo da estação Avenida.

Este slideshow necessita de JavaScript.