• Decrease
  • Increase

Projeto de reabilitação da estação Arroios

 


No âmbito do Plano de Desenvolvimento Operacional da Rede, o Metro dá início ao plano de trabalhos previstos para o projeto de reabilitação da estação Arroios.
No dia 19 de julho o Metro encerra a estação de Arroios para obras de reabilitação.
Esta intervenção em Arroios é fundamental para o Metro poder prestar um melhor serviço, sobretudo a quem regularmente utiliza a linha Verde.

Dados gerais da obra

Obra a cargo de: Metropolitano de Lisboa E.P.E
Autoria do projeto de engenharia: Ferconsult S.A.
Empreiteiro: Opway Engenharia, S.A.
Autoria do projeto arquitetónico: Arq.º Paulo Brito da Silva
Autoria do projeto artístico: Nikias Skapinakis
Total de Investimento: 7.5 M€

 Porquê reabilitar Arroios?

Atualmente Arroios é a única estação da rede do Metro que não permite receber comboios de 6 carruagens, o que limita toda a operação da linha Verde. A esta situação, acresce o facto da estação estar envelhecida e desadequada aos padrões de mobilidade e de acessibilidade atuais.

Esta intervenção permitirá um aumento da oferta significativo, em lugares/hora disponíveis, já a partir de 19 de Julho:
– 37% na hora de ponta da manhã
– 128% no corpo do dia;
– 49% na hora de ponta da tarde.

Acima de tudo, será possível, a partir já do dia 19 de julho de 2017, evitar os constrangimentos pontuais que se verificam na hora de ponta da manhã na estação de Cais do Sodré, devido à incapacidade de escoamento dos comboios de três carruagens.

Note-se que a procura no Metro tem vindo a aumentar consistentemente, só na linha Verde e nos primeiros 5 meses do ano cresceu 8,4%.

Esta intervenção é o culminar do plano de reabilitação/ampliação das estações da linha Verde, passando a permitir a circulação de comboios de 6 carruagens em toda a linha Verde. 

Quais são as melhorias previstas no projeto de reabilitação?

– Ampliação do cais de embarque para 105 metros de comprimento para poder receber comboios de 6 carruagens, à semelhança das restantes estações da rede de Metro;

– Garantir a plena acessibilidade da estação, dotando-a de equipamentos mecânicos que permitam o acesso entre a superfície (rua) e ao cais de embarque;

– Modernizar equipamentos, sistemas e instalações, adequando-os aos padrões de mobilidade atuais;

– Embelezamento da estação.

Para quando a reabertura da estação?

Prevemos abrir ao público a nova estação de Arroios em 2019.

Alternativas de acesso e transporte à estação Arroios

Metro:

Estações Alameda e Anjos: a aproximadamente 400 metros de distância da estação Arroios.


Carris:

Em virtude do encerramento da estação Arroios, a Carris reforça o seu serviço na zona de influência da estação através das seguintes carreiras:

Carreiras que fazem a ligação Anjos « » Alameda

 Carreira  Percurso   Estações de Metro servidas pela carreira
 708  Martim Moniz «» Parque das Nações Norte  Martim Moniz, Anjos, Alameda, Areeiro, Olivais e Oriente
 797  Sapadores « » Sapadores¹  Alameda¹

¹ Carreira prolongada à Alameda, a partir do dia 19 de julho.

Carreiras que servem a estação Alameda:

 Carreira   Percurso
 717  Praça do Chile « » Fetais
 718  ISEL « » Alameda
 720  Picheleira « » Calvário
 735  Hospital Santa Maria « » Cais do Sodré

Carreiras que servem a estação Anjos:

 Carreira  Percurso
 712  Sta. Apolónia « » Alcântara
 726  Sapadores « » Pontinha
 730  Picheliera « » Picoas

 Quais são as principais fases da obra? 

 Fase  Breve descrição
 1 Encerramento do Acesso Norte/Nascente para início de trabalhos de Ferrovia
 2 Encerramento ao público da estação
 3 Trabalhos de vistoria e colocação de instrumentação na zona envolvente à estação
 4 ¹ Montagem de estaleiros e sondagens. Esta fase implicará:
Desvios de trânsito
Desvios de ocupação de subsolo
 5 Trabalhos de contenção de terras (entivações e escoramentos)
 6 Trabalhos de demolições, movimentos de terras, picagens de betão
 7 Execução de estruturas, argamassas, transferências de cargas
 8 Acabamentos, redes de Baixa Tensão, telecomunicações, hidráulicas
 9 Montagem de equipamentos e início de ensaios
 10 Trabalhos de conclusão da Obra
Reposições
Retirada de instrumentação
Vistorias e ensaios finais
 11 Abertura da estação ao público

¹ Fase em curso

A estação contempla alguma nova intervenção artística?

Sim. Está previsto integrar ao nível de um dos cais de embarque um painel cerâmico de Nikias Skapinakis, intitulado “Cortina Mirabolante”, criado para esta estação em 2005. Este painel de azulejos é constituído por três peças, num total de 15 m de extensão, tendo sido possível coloca-lo fora dos átrios, de modo a separar-se dos painéis de Maria Keil, numa área proeminente e destacada no centro de um dos cais.


Outras informações

Para mais informações sobre o projeto de Reabilitação da estação Arroios clique aqui