Mobilidade segura e de confiança
Banner - desinfeção no Metro

Mobilidade segura
e de confiança
durante a pandemia.

#metroseguro
#metrodeconfianca

A todos os que viajam connosco o nosso obrigada pelo voto de confiança que têm depositado no Metro nos últimos meses. 

Desde que a pandemia se instalou, o Metro tudo tem feito para monitorizar e melhorar as condições de higiene e segurança das nossas instalações e equipamentos para  que quem viaja connosco, seja ocasional ou frequentemente, tenha uma experiência de viagem o mais segura e de confiança possível.

 

Os conteúdos desta página ilustram bem uma preocupação contínua  na implementação de medidas com vista à prevenção e redução de risco de contaminação e contágio da COVID-19. Exemplo disso temos o plano mensal de limpeza e desinfeção por nebulização das estações e comboios através da aplicação da marca Zoono, a preocupação constante das nossas práticas e procedimentos de higiene e segurança sejam verificados, auditados e certificados numa base regular por entidades independentes e externas ao Metro. 

Última atualização: 29.11.2021

Medidas em vigor

Desinfeção e limpeza das estações e comboios

O Metropolitano de Lisboa concluiu a 20.ª fase de limpeza e desinfeção por nebulização das estações e comboios para a redução de risco de contaminação e contágio do COVID-19, através da aplicação do produto Microbe Shield Z-71 da marca Zoono.

Esta ação surge como uma das medidas de proteção acionadas pela Empresa no combate à pandemia, garantindo, desta forma, uma maior proteção e segurança de quem utiliza o Metro, bem como dos trabalhadores e fornecedores que mantêm funções nas instalações do Metro.

Informação sobre o produto de desinfeção aplicado:

Nome: ZOONO Z-71 Microbe Shield

Tecnologia:

    • antimicrobiana revolucionária com ação de proteção até 30 dias.
    • incolor, inodoro, não lixiviante, ambientalmente seguro, não corrosivo e, embora seja completamente suave para humanos e animais, é mortal para uma ampla variedade de vírus, bactérias e fungos.
  • testado segundo a norma europeia EN14476 para várias estirpes de coronavírus e outros (foi testado contra mais de 100 agentes patogénicos, nomeadamente o Coronavirius COVID-19, MRSA, E. Coli, H1N1, Norovirus, Salmonella, MERS, Vírus da Peste Suína Africana e Vírus H9N2), tendo revelado uma eficácia superior a 99,99% ao fim de 5 minutos. Mais informação em
    zoono.pt

Informação sobre os locais onde o produto é aplicado:

Comboios: Cabines de condução do maquinista e salões de passageiros: bancos, varões, pegas, vidros e outras superfícies.
Estações: corrimãos das escadas fixas e mecânicas, mobiliário de estação, máquinas automáticas de venda de títulos, cabines e postos de venda, elevadores e outras instalações de acesso interdito ao público.

De referir que o produto é aplicado por uma equipa especializada e especificamente formada, supervisionada pelo representante da Zoono em Portugal. O efeito biocida ativo do produto é monitorizado pelo representante da empresa.

Certificação dos processos de higienização, desinfeção e limpeza

Numa parceria estabelecida com a SGS, entidade competente e independente, o Metro viu reconhecida a eficácia da higienização e da limpeza das suas estações e do material circulante numa auditoria que verificou os procedimentos de contingência adotados pela empresa face ao atual surto da COVID-19 para defesa da saúde pública dos seus trabalhadores e clientes.

A auditoria envolveu a análise dos produtos utilizados, a metodologia e frequência das ações de higienização, bem como os ensaios de carga biológica e por marcação fluorescente, na totalidade das estações e composições do Metro, confirmando, assim, que o Metro é um operador de transporte higienizado e seguro, e que todos podem viajar com confiança.

 

 

Foi dada, igualmente, especial atenção aos pontos mais críticos, como sejam as máquinas de venda de títulos de transporte, validadores, corrimãos das escadas mecânicas e pedonais, elevadores, varões, pegas das composições e todos os locais em que se verifica um maior contacto por parte dos clientes do Metro.

Estando confirmado pela SGS que os procedimentos adotados pelo Metropolitano de Lisboa cumprem com os requisitos de higiene e segurança, está afixado nos comboios e nas estações o selo “Covid Protection”, que atesta que as viagens no Metro são seguras.

Selo

Controlo de lotação dos comboios

O Metro tem efetuado a programação dos níveis de oferta face a evolução da procura, procurando garantir uma taxa de ocupação relativamente baixa e inferior aos 2/3 da capacidade máxima permitida (ou 66%) para continuar a manter a possibilidade de distanciamento social recomendado e continuará, igualmente, a reforçar as ações de  limpeza do material circulante, das estações e equipamentos.

A empresa continuará a monitorizar e a acompanhar ativamente o evoluir da procura e a efetuar os ajustamentos da oferta tidos por necessários, adotando as medidas que, a cada momento, se vierem a considerar as mais adequadas para garantir as melhores condições de transporte, saúde e de segurança.

 

 

 

Adicionalmente sensibilizamos diariamente os nossos clientes para se distribuírem no interior dos comboios e não se aglomerarem somente na primeira ou última carruagem, visto que os clientes têm tendência para se posicionarem nas pontas dos cais de embarque. Os clientes, especialmente nas estações de correspondência com outros meios de transporte, são constantemente informados para se espalharem ao longo do cais de embarque de forma a entrarem nas carruagens intermédias que se encontram mais vazias e, caso seja necessário, que devem esperar pelo comboio seguinte, no sentido de se manterem os distanciamentos de segurança recomendados. Para o efeito, a empresa tem, igualmente, contado com apoio da PSP e de vigilantes da equipa de segurança da rede.

Melhoria na informação de viagem

Foi implementada sinalética de distanciamento social e de utilização dos equipamentos de proteção individual, em corredores, linha de canais e pavimento de cais nas estações de maior movimento e efetuado um reforço da comunicação em todos os suportes informativos existentes nas estações (mensagens sonoras, escritas, cartazes e rede Tomis), site e redes sociais do Metropolitano de Lisboa.

 

 

 

A empresa lançou, ainda, várias campanhas de comunicação sensibilizando para o uso e para a manutenção do distanciamento de segurança nos átrios, elevadores e comboios, bem como para o cumprimento das regras de utilização do Metro.

Recomendações

Utilização de máscara

Foi decretado a obrigatoriedade de utilização de máscaras no transporte público, designadamente no Metro.

Em caso de incumprimento, o cliente não portador de máscara não pode aceder, permanecer ou utilizar o Metro, podendo a Empresa acionar os devidos meios para informar as autoridades e forças de segurança do incumprimento da obrigatoriedade.

De ainda referir que o não cumprimento desta medida constitui contraordenação, punida com coima entre os 120€ e 350€, conforme DL20_2020.

O plano revelado pelo Governo define ainda uma lotação máxima de dois terços para a capacidade máxima do Metro e uma limpeza e higienização reforçada dos veiculos e estações do Metro.

O uso de máscaras na comunidade constitui uma medida adicional de proteção, pelo que não dispensa a adesão às regras de distanciamento social, de etiqueta respiratória, de higiene das mãos e a utilização de barreiras físicas, tendo que ser garantida a sua utilização adequada.

Assim, se viajar no metro, utilize a máscara para sua proteção e dos outros.

Outras recomendações

Use uma máscara comunitária

É obrigatório o uso de máscara.
Este ato, em conjunto com as restantes medidas de proteção individual, garante uma maior proteção para tod@s.

Mantenha a distância

No interior das carruagens, no cais de embarque e junto às máquinas de venda automática, procure manter uma distância de segurança dos restantes clientes.

Lave ou desinfete as mãos

Antes de iniciar a sua viagem e quando chegar ao seu destino, lave as suas mãos com água e sabão ou desinfete-as com uma solução à base de álcool.
Este ato é considerado pela Direção Geral da Saúde com uma das medidas mais relevantes para prevenir o contágio.

Evite aglomerações

Sempre que possível procure evitar aglomerações de pessoas, mantendo a distância de segurança dos demais clientes do Metro.

Evite viajar nas horas de ponta

Se o seu compromisso o permitir, sempre que puder não viaje nas horas de ponta, pois são mais propícias à aglomeração de pessoas.
Opte por viajar nas horas de menor movimento de clientes.

 

Evite utilizar o elevador

Use preferencialmente as escadas, dando prioridade no seu uso aos clientes com mobilidade reduzida.
Caso seja indispensável a sua utilização, recomendamos a utilização individual dos elevadores, com exceção para acompanhante de pessoa com mobilidade reduzida ou de criança(s) até aos 12 anos.

Torne a sua viagem mais segura

Não retire a máscara para comer, beber ou falar ao telemóvel
Evite as carruagens mais cheias. É preferível seguir viagem no próximo comboio
Contribua para uma distribuição uniforme ao longo do cais, de forma a evitar concentrações indesejávais
Evite tocar em superfícies. Se for mesmo necessário, higienize as mãos
Planeie a sua viagem com a aplicação "póximos comboios"
Lave ou desinfete aos mãos antes e depois de utilizar no Metro
Evite os pagamentos com moedas e notas, dando preferência ao cartão bancário
A máscara tem que ser utilizada corretamente, cobrindo a boca, o nariz e o queixo.

Dados relevantes

A pandemia COVID-19 originou uma quebra de procura do serviço Metro por parte dos nossos clientes, originando consequentemente uma significativa perda de receitas. Esta situação vivida pelo Metro é semelhante a muitas empresas do tecido empresarial nacional, condicionando o dia-a-dia de todos os que viajam e trabalham no Metro.

Nesta secção iremos regularmente apresentar os indicadores de mobilidade do Metro, onde se poderá verificar os valores de procura, bem como as validações realizadas pelos nossos clientes.

Apesar da reduzida procura de passageiros, temos mantido os níveis de oferta de transporte que permitem conferir taxas de ocupação muito baixas no interior das suas carruagens, mesmo considerando as horas de ponta, garantindo os necessários níveis de distanciamento e segurança na circulação dos clientes.

Procura em 2021

Semana 22 a 26 nov.

validações

%

face a 2020

%

face a 2019

Vídeos

Mensagem
do Ministro do Ambiente
e da Ação Climática

Eng.º João Pedro Matos Fernandes

janeiro de 2021

Mensagem
do Presidente
do Conselho
de Administração

Eng.º Vitor Domingues dos Santos

fevereiro de 2021

Viagem mais segura

 

julho de 2020

Seja um agente de saúde pública

 Bruno Sousa, maquinista

março de 2020

Um conselho da DGS

 Direção Geral da Saúde