No âmbito do plano de desconfinamento apresentado pelo Governo, foi decretado a obrigatoriedade de utilização de máscaras comunitária no transporte público, designadamente no Metro.

Em caso de incumprimento, o cliente não portador de máscara não pode aceder, permanecer ou utilizar o Metro, podendo a Empresa acionar os devidos meios para informar as autoridades e forças de segurança do incumprimento da obrigatoriedade.

De ainda referir que o não cumprimento desta medida constitui contraordenação, punida com coima entre os 120€ e 350€, conforme DL20_2020.

O plano revelado pelo Governo define ainda uma lotação máxima de dois terços para a capacidade máxima do Metro e uma limpeza e higienização reforçada dos veiculos e estações do Metro.

Relembramos que a utilização de máscaras pela população implica o conhecimento e domínio das técnicas de colocação, uso e remoção, pelo que apresentamos um tutorial de como o fazer:

O uso de máscaras na comunidade constitui uma medida adicional de proteção, pelo que não dispensa a adesão às regras de distanciamento social, de etiqueta respiratória, de higiene das mãos e a utilização de barreiras físicas, tendo que ser garantida a sua utilização adequada.

Assim, se viajar no metro, utilize a máscara comunitária para sua proteção e dos outros.