Arte
Alfornelos
Estação Aeroporto: de 18 a 22 de Outubro o Espaço informação encontra-se aberto das 08:30h às 14:00h.

Alfornelos

Do ponto de vista arquitetónico a estação apresenta uma configuração volumétrica que se pode hierarquizar numa primeira nave que constitui o corpo principal da estação, em mais duas naves laterais que fazem a ligação com os acessos interiores e dois volumes de menores dimensões que contêm os sistemas de acesso à superfície. Na disposição dos acessos, foi tida em conta a redução dos percursos entre interior e exterior.

Os materiais empregues nos acabamentos, pedra calcária, azulejo, mosaico porcelânico, pinturas sobre barramento liso e alguns painéis de aço esmaltado, foram escolhidos por forma a conferirem alguma sobriedade ao tratamento das superfícies.

O objeto da intervenção plástica está relacionado com o universo da malha urbana, das viagens, das partidas e chegadas, tendo a arquitetura da estação proporcionado um espaço favorável à conceção de painéis de leitura estática.

Essa ideia foi desenvolvida por Ana Vidigal através da colocação de painéis “moldes da Burda” (revista de moda) nos dois topos dos cais e nas paredes frontais às escadas rolantes de acesso às saídas da estação. A artista plástica esclarece que “…desde logo foi intenção realçar a entrada do túnel de modo a que o observador parado no cais olhasse para os painéis como duas grandes bocas”. Por outro lado, os painéis das paredes frontais às escadas rolantes “…necessitavam de suavizar essas mesmas paredes, tornando-as num espaço de leitura ampla e gradual”.

Ana Vidigal optou por utilizar moldes “…cujos padrões, depois de escolhidos, trabalhados e contextualizados, permitem uma leitura de caráter abstratizante, que pode remeter o observador para diversas interpretações”.

A reprodução dos painéis foi realizada através do processo manual pela fábrica Viúva Lamego.

Na Praça Teófilo Braga pode-se observar uma escultura em homenagem ao Presidente da Republica Teófilo Braga, do escultor Francisco Simões, oferta do Metropolitano de Lisboa à Câmara Municipal da Amadora.

Arquitetura

Alberto Barradas, 2004

Arte

Ana Vidigal, 2004