Foi assinado ontem, na presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, o contrato da primeira empreitada de prolongamento das linhas amarela e verde (Rato – Cais do Sodré), que futuramente dará origem a uma linha circular. Este contrato tem por objetivo a execução dos toscos entre o término da estação Rato e a futura estação Santos.

O contrato foi assinado com a ZAGOPE – Construção e Engenharia, S.A. e formaliza um investimento de 48.624 milhões de euros, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, bem como um prazo global de execução de 960 dias, após o aval  do Tribunal de Contas.

O lote 2 da expansão das linhas amarelas e verde (Rato – Cais do Sodré) que consiste na ligação entre as futuras estações Santos e Cais do Sodré está a ser objeto de concurso público internacional com data limite de apresentação de propostas até 23 de maio de 2020.