Estações Baixa-Chiado e Oriente vão mostrar reprodução de obras da Coleção do Fundador do Museu, fruto da parceria estabelecida entre estas duas entidades.

Após uma primeira exposição dedicada ao tema “Artistas em Viagem”, patente na estação Baixa-Chiado desde o mês de março, o Metro continuará a acolher uma mostra do Museu Gulbenkian, nesta mesma estação, mas desta vez dedicada à Coleção do Fundador do Museu.

Nesta mostra estão reproduzidas 10 obras icónicas da Coleção do Fundador, reunida em vida por Calouste Sarkis Gulbenkian (1869-1955) colecionador e filantropo de origem arménia.

A seleção de obras – que inclui artistas incontornáveis como Degas, Renoir, Rubens ou Rembrandt – comprova os altos padrões de exigência do colecionador mas também o seu compromisso com o belo, tendo por diversas vezes afirmado que as obras que adquiria tinham de o agradar.

A acompanhar as obras, podem descobrir-se algumas citações de Gulbenkian, que atestam a importância que a arte teve na sua vida.

Também hoje, mais do que nunca, a arte é necessária. Venha conhecer esta mostra na estação Baixa-Chiado até ao final de junho e na estação Oriente durante os meses de julho e agosto.

A história do Metropolitano de Lisboa, ao longo dos 60 anos de serviço público, está marcada pela preocupação constante em criar uma proximidade com o Cliente, conferindo à sua rede uma dimensão estética, humanizando e tornando atrativo o espaço público, onde as intervenções artísticas assumem um papel de especial relevo. Uma viagem através deste singular museu permite admirar um conjunto muito significativo de trabalhos desde o Antigo Egito ao século XX.

O Metropolitano de Lisboa reafirma o seu objetivo no sentido de continuar a promover a cultura e a mobilidade sustentável, seguindo os melhores padrões de qualidade, segurança e eficácia económica, social e ambiental, através da aposta em novas formas de fidelização e de captação de novos Clientes

Estação:
Oriente | 2 de julho a 31 de agosto

Horário:
06h30 – 01h (horário de exploração)