Este é um momento difícil para todos, mas não é altura para baixar a guarda.

É uma altura em que no país as mortes por covid-19 atingem novos máximos e os hospitais dão sinais de rutura.

Nesta fase de agravamento acentuado da pandemia é ainda mais importante que todos cumpram e façam cumprir com as medidas determinadas, pois continua a ser a única forma de se proteger a si próprio, à sua família e a todos aqueles que consigo trabalham.

O vírus é invisível. É difícil perceber quem está infetado. O uso de máscaras é uma das formas mais eficazes de evitar a propagação de gotículas que possam transmitir o coronavírus SARS-CoV-2.

Relembramos por isso, a obrigatoriedade do uso de máscara, nas instalações do Metropolitano de Lisboa.

O incumprimento desta obrigação, colocando em causa a saúde de todos, é passível de instauração de multas.

No entanto, o uso de máscara é apenas uma medida adicional de proteção, que não dispensa a prática do distanciamento social, da higiene das mãos e da etiqueta respiratória, e que deve ser colocada, usada e removida corretamente.

Na resposta à pandemia, a decisão é sua. Ser paciente ou ser paciente. O controlo da pandemia depende de si, depende de cada um de nós. Quanto mais medidas de proteção adotar, menor o risco de se contagiar ou de transmitir a COVID-19.

Não facilite. Evite comportamentos de risco!

#UmconselhodaDGS

#SejaUmAgentedeSaúdePública