O Metro volta a parar na estação de Arroios, reabrindo uma estação totalmente renovada, mais atual, acessível, bonita e funcional.

No dia 13 de setembro o Metropolitano de Lisboa dá por concluída a empreitada de ampliação e remodelação da estação Arroios. Esta estação foi encerrada ao público em julho de 2017, tendo, desde então, sido alvo de intensos trabalhos de remodelação e de acessibilidade que permitem agora ao Metro abrir as portas de uma estação com capacidade para receber comboios de seis carruagens e dotada de três elevadores que lhe conferem acessibilidade plena desde os cais de embarque até a superfície (Praça do Chile).

Com um investimento de 6,67 milhões de euros, a empreitada agora finalizada incluiu, também, a remodelação dos átrios (abrangendo a reorganização dos espaços de apoio à exploração) e a introdução de dois elevadores cais/átrio/cais e um elevador átrio/exterior/átrio.  Com a reabertura da estação Arroios, o Metropolitano de Lisboa passa a ter 41 estações (das 56 existentes) dotadas de acessibilidade plena, o que corresponde a 73,2% da totalidade das estações da rede.

Esta intervenção vai ainda melhorar a qualidade do serviço na rede para benefício dos milhares de clientes que diariamente utilizam o Metro de Lisboa, principalmente para os moradores da zona de Arroios, que já não terão de se deslocar até às estações Alameda ou Anjos para aceder ao metro. O comércio e os serviços locais vão, igualmente, beneficiar com esta reabertura que irá revitalizar o movimento da zona. Localizada na Praça do Chile, a estação Arroios, com os seus quatro acessos, é uma das principais estações numa das freguesias com mais população na cidade de Lisboa.

A estação Arroios, agora com o projeto de arquitetura de Paulo Brito da Silva, incluiu a reposição dos painéis de azulejos de Maria Keil (originais da estação de 1972) nas paredes laterais dos átrios, bem como a integração de um painel de azulejos de Nikias Skapinakis, denominado “Cortina Mirabolante”. Esta ultima obra consiste num tríptico de cerâmica com cerca de 15 metros de comprimento, composto por três painéis de cores quentes e fortes. Trata-se de uma obra invulgar na medida em que foi criada através de uma técnica inovadora em que o azulejo é recortado nas suas mais diversas formas e tamanhos, e posteriormente colado, como se de um puzzle se tratasse.

Venha redescobrir a estação de Arroios!

Metro, a linha que nos une à cidade.