No dia 17 de novembro, quem passar na estação Cais do Sodré entre as 9h e as 20h, pode receber um cartão vermelho, com informação sobre a patologia que é mais letal para os homens do que o cancro da mama para as mulheres, com o objetivo de “pôr o cancro da próstata fora de jogo”.

No âmbito do Dia Mundial de Combate ao Cancro da Próstata, o Metro junta-se à Associação Portuguesa de Doentes da Próstata (APDPróstata) na realização de uma ação de sensibilização que pretende dar um cartão vermelho a uma doença que representa a segunda principal causa de morte por cancro em homens acima dos 50 anos de idade. Em Portugal, só em 2020, foram diagnosticados cerca de 7.000 novos casos desta doença oncológica.

A ação insere-se na campanha “Homens Bem Informados”, lançada este verão pela Astellas Farma, com o apoio da APDPróstata e da Associação Portuguesa de Urologia (APU), tendo como objetivo promover um maior conhecimento e esclarecimento sobre o cancro da próstata mediante a disponibilização de conteúdo informativo.

O cancro da próstata consiste num tumor maligno que acontece quando algumas das células da próstata se reproduzem muito mais rápido do que o normal. Se não for tratado, as células deste cancro podem disseminar-se e invadir partes distantes do corpo, particularmente os ossos, produzindo tumores secundários. Esta é uma doença silenciosa, visto que nos estadios iniciais pode desenvolver-se sem apresentar sintomas.

Esta iniciativa conta com o apoio da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), da Associação Portuguesa de Urologia (APU), da Sociedade Portuguesa de Oncologia (SPO) e da Astellas Farma.